Press Release - 29.04.2014

AHRESP promove Debate, uma nova Petição e uma iniciativa simbólica pela reposição do IVA

É chegada a hora da reposição do IVA


Finda a intervenção da Troika e iniciado o processo para o crescimento económico e criação de emprego em Portugal, qual será agora o motivo, para a não reposição imediata da Taxa de IVA, em 13% no Continente, 12% Madeira e 9% Açores, nos Serviços de Alimentação e Bebidas? Como irá o Governo “REPOR” o Crescimento da Economia? Como irá o Governo manter o Turismo como líder das exportações dos serviços transacionáveis?

Estas foram algumas das questões que levaram a AHRESP a realizar o encontro “Reposição do IVA a 13%, O futuro de um setor vital para Portugal”, que contou com a presença de representantes da Confederação da Indústria Portuguesa, da Confederação do Turismo Português, da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, da DECO, da UGT, da CGTP e da PwC – PricewaterhouseCoopers.

A AHRESP aproveitou também este encontro para apresentar a sua Campanha de Sensibilização com ações dirigidas aos decisores políticos e aos consumidores através do lançamento de mais uma Petição e de uma Ação Simbólica na véspera da saída da Troika, intitulada “Um Brinde para Repor o
IVA a 13%”.

Centrada num tom positivo de celebração do papel dos Estabelecimentos de Restauração e Hotelaria na sociedade portuguesa, a AHRESP pretende realizar, no dia 16 de maio, às 13h, o maior brinde de apoio ao setor, unindo clientes, proprietários e trabalhadores num gesto de encerramento simbólico.

Para promover a ação “Um Brinde para Repor o IVA a 13%” foram desenvolvidos dois cartazes que serão distribuídos por cerca de 60 mil dos Estabelecimentos de Restauração e Hotelaria com o apoio da APCV - Associação Portuguesa dos Produtores de Cerveja e da AICC - Associação Industrial e Comercial do Café.

A nova petição já está disponível online (http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT73366) e tem como objetivo impor de novo a discussão deste tema na Assembleia da República, no sentido de serem reconhecidos, os efeitos nefastos que a presente taxa de IVA está a provocar nas nossas empresas, nos empregos, nos consumidores, no setor do Turismo, e por consequência, na nossa economia.


Reposição do IVA - Argumentário

As exportações que têm a maior incorporação de produtos portugueses, não querem, nem podem, ser comparadas com as exportações dos produtos petrolíferos, que importam mais de 90% dos produtos finais que exportam! Relembramos que a nossa sopa paga 23% de IVA, e os produtos petrolíferos pagam 13% de IVA!

Apelamos, novamente, ao Governo para que tenha o bom senso de perceber que as nossas empresas, não aguentam esta insuportável e inaceitável carga fiscal. É chegado o momento do Governo reconhecer que este setor está a ser fustigado com o maior aumento de carga fiscal (77%) de que há memória na economia portuguesa. As empresas deste setor foram as primeiras a fazer o “ajustamento”, de forma tão violenta, que nem a Troika teve coragem de recomendar.

De evidenciar, que o setor público do Estado não foi capaz de fazer o seu ajustamento (os prometidos dois terços). Tem, então, o Governo, o direito de nos pedir que continuemos a suportar a sua incapacidade de reformar o Estado?

Para a AHRESP é absolutamente fundamental que o IVA nos serviços de Alimentação e Bebidas, seja reposto a 13% no Continente, a 12% Madeira e a 9% Açores, já no 2º semestre deste ano. Tudo faremos para ajudar o Governo e a Assembleia da República a tomarem decisões acertadas.

Agora, que a Troika está de saída, esperamos que o IVA dos Serviços de Alimentação e Bebidas, pago pelos 10 milhões de portugueses e pelos 30 milhões de visitantes estrangeiros, seja reposto nos 13%, e assim se aproxime das taxas, ainda mais baixas, dos nossos concorrentes internacionais, por um futuro mais auspicioso do nosso Portugal.

 

 

Destaques Comunicados AHRESP Agenda
Newsletter AHRESP #57
Portaria de Extensão – CCT AHRESP | FESAHT – Restauração e Bebidas
Alterações à recolha de lixo (feriado de 1 de novembro)
Alojamento Turístico -agosto.2018-
Turismo de Ar Livre e Campismo -agosto.2018-
ATUALIZAÇÃO DE RENDAS PARA 2019
Estudo inédito reúne dados essenciais para apoiar empresas HORECA
CCT entre a AHRESP e a FESAHT - alteração salarial e outras
Newsletter AHRESP #56
Campanha #MENOS PLÁSTICO, MAIS AMBIENTE
AHRESP APRESENTA PROPOSTAS PARA ORÇAMENTO DO ESTADO 2019
AHRESP SAÚDA REALIZAÇÃO DA WEB SUMMIT EM LISBOA POR MAIS 10 ANOS
Alterações legislativas do AL podem ter impactos muito negativos e injustificados
AHRESP apresenta nova fase do programa Seleção Gastronomia e Vinhos Açores
DIA MUNDIAL DO AMBIENTE
AHRESP lança segunda fase do Taste Portugal
AHRESP lança campanha de sensibilização para redução de plásticos
Restauração e Alojamento criaram mais de 21 mil novos postos de trabalho
NOVOS ÓRGÃOS SOCIAIS DA AHRESP TOMARAM POSSE
AHRESP NA VICE PRESIDÊNCIA DA FEDERAÇÃO EUROPEIA ORGANIZAÇÕES CAMPISMO E CARAVANISMO
> 35º Festival Nacional Gastronomia | 22/10 a 01/11 | Santarem
> 10.º Festival do Marisco de Ribamar | 23 outubro a 1 novembro | Ribamar
> New Food Bizz | 29 outubro | Santarém
> 10º Aniversário da ASAE | 3 novembro | Porto
> IV Convenção HOTELSHOP/SOCIALSHOP | 04 novembro | Lisboa
> TTR– Feira de Turismo da Roménia | 13 a 16 novembro | Bucareste
> Semináruo 40 Anos ANCIPA | 17 de novembro | Lisboa
> XXVI FEHISPOR, FEIRA HISPANO PORTUGUESA | 19 a 22 novembro | Badajoz
> Alimentaria&Horexpo Lisboa e Portugal AGRO | 21 a 24 novembro | Lisboa
APAVT convida a debater "Turismo: partilhar o futuro"