AHRESP critica taxa turística em Lisboa e diz que galinha dos ovos de ouro ainda não pôs o ovo

Para o responsável, "Lisboa não tem condições não só legais mas na sua oferta de estar a aplicar estas taxas que, além de inexequíveis, têm legalidade muito duvidosa"

A AHRESP apelou hoje ao presidente da Câmara de Lisboa para que não mate "a galinha dos ovos de ouro" que "ainda não pôs o ovo", referindo-se à taxa turística prevista no orçamento da autarquia para 2015.

"O turismo esteve na moda este ano, é a vedeta e é o líder das exportações. Mas o que é o turismo? São as dormidas e as chegadas aos aeroportos? Não é verdade. A receita do alojamento é só 21% do total das receitas turísticas. A galinha dos ovos de ouro está agora a fazer ‘cocorocó’ e ainda não pôs o ovo, não vamos matá-la antes de ele sair", ilustrou o secretário-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP).

José Manuel Esteves, que falava aos jornalistas à margem de um almoço-debate organizado pelo American Club, em Lisboa, disse que não está surpreendido com a medida porque "há quatro anos" a autarquia já tinha tentado introduzir uma taxa semelhante, sublinhando que a AHRESP conseguiu "convencer o bom senso da câmara".

Questionado sobre se a AHRESP vai entregar uma providência cautelar, José Manuel Esteves disse que não e que está "a negociar" tanto com o presidente da Câmara de Lisboa como com o Governo, mostrando-se otimista.

"Estamos a negociar e não desistimos até que a voz nos doa. Sobre esta emergência da questão de Lisboa, de certeza que o bom senso vai imperar e não vamos agora matar a galinha dos ovos de ouro", reiterou o secretário-geral da AHRESP.

Para o responsável, "Lisboa não tem condições não só legais mas na sua oferta de estar a aplicar estas taxas que, além de inexequíveis, têm legalidade muito duvidosa".

Em causa está o anúncio, na segunda-feira, do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, de que será cobrada uma taxa de um euro pela chegada de turistas ao aeroporto e ao porto em 2015 e, a partir de 2016, uma taxa do mesmo valor por dormida.

Dias antes, o ministro da Economia, Pires de Lima, desafiou o presidente da Câmara de Lisboa e candidato a primeiro-ministro a "resistir à tentação" de criar uma taxa de dormida para turistas em Lisboa.

Desde o anúncio de António Costa, foram várias as reações negativas, em particular de entidades do setor como a Confederação do Turismo Português (CTP) e a Associação da Hotelaria de Portugal, mas também do próprio Governo.

O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, afirmou hoje que criar taxas turísticas, conforme anunciado pelo autarca de Lisboa, é arriscar matar a atual "galinha dos ovos de ouro" do crescimento da economia, que é o setor do turismo.

"Respeito a autonomia do poder local, mas, como tenho responsabilidades na área da coordenação das políticas económicas, acho que devo deixar um alerta: não matem a galinha dos ovos de ouro fazendo, ao mesmo tempo, taxas para dormir, taxas para aterrar e taxas para desembarcar", afirmou Paulo Portas numa conferência que decorreu no Porto.

Fonte: Jornal i, 11-11-2014

 

Destaques Comunicados AHRESP Agenda
Newsletter AHRESP #57
Portaria de Extensão – CCT AHRESP | FESAHT – Restauração e Bebidas
Alterações à recolha de lixo (feriado de 1 de novembro)
Alojamento Turístico -agosto.2018-
Turismo de Ar Livre e Campismo -agosto.2018-
ATUALIZAÇÃO DE RENDAS PARA 2019
Estudo inédito reúne dados essenciais para apoiar empresas HORECA
CCT entre a AHRESP e a FESAHT - alteração salarial e outras
Newsletter AHRESP #56
Campanha #MENOS PLÁSTICO, MAIS AMBIENTE
AHRESP APRESENTA PROPOSTAS PARA ORÇAMENTO DO ESTADO 2019
AHRESP SAÚDA REALIZAÇÃO DA WEB SUMMIT EM LISBOA POR MAIS 10 ANOS
Alterações legislativas do AL podem ter impactos muito negativos e injustificados
AHRESP apresenta nova fase do programa Seleção Gastronomia e Vinhos Açores
DIA MUNDIAL DO AMBIENTE
AHRESP lança segunda fase do Taste Portugal
AHRESP lança campanha de sensibilização para redução de plásticos
Restauração e Alojamento criaram mais de 21 mil novos postos de trabalho
NOVOS ÓRGÃOS SOCIAIS DA AHRESP TOMARAM POSSE
AHRESP NA VICE PRESIDÊNCIA DA FEDERAÇÃO EUROPEIA ORGANIZAÇÕES CAMPISMO E CARAVANISMO
> 35º Festival Nacional Gastronomia | 22/10 a 01/11 | Santarem
> 10.º Festival do Marisco de Ribamar | 23 outubro a 1 novembro | Ribamar
> New Food Bizz | 29 outubro | Santarém
> 10º Aniversário da ASAE | 3 novembro | Porto
> IV Convenção HOTELSHOP/SOCIALSHOP | 04 novembro | Lisboa
> TTR– Feira de Turismo da Roménia | 13 a 16 novembro | Bucareste
> Semináruo 40 Anos ANCIPA | 17 de novembro | Lisboa
> XXVI FEHISPOR, FEIRA HISPANO PORTUGUESA | 19 a 22 novembro | Badajoz
> Alimentaria&Horexpo Lisboa e Portugal AGRO | 21 a 24 novembro | Lisboa
APAVT convida a debater "Turismo: partilhar o futuro"