Press Release 02.05.2016

AHRESP contesta encerramento das esplanadas de Lisboa, à meia-noite

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) considera que a decisão da Câmara Municipal de Lisboa (CML) de limitar o horário das esplanadas da cidade à meia-noite, não está conforme a lei, rescinde unilateralmente os contratos estabelecidos de boa-fé, e pagos antecipadamente, vai gerar graves alterações aos planos de negócios das empresas, diminuindo as suas receitas, vai por em causa muitos postos de trabalho, e afeta drasticamente a imagem da capital, prejudicando a sua competitividade turística.

Para Júlio Fernandes, Vice-Presidente da AHRESP, «o encerramento das esplanadas à meia-noite, vai prejudicar o desenvolvimento turístico da cidade, levando turistas a abandonar espaços de lazer criados para atrair visitantes a zonas outrora votadas ao abandono».

Todos os investimentos que os empresários fizeram na limpeza, requalificação e regeneração dos espaços para que lisboetas e turistas possam usufruir de uma cidade mais segura, acolhedora e cosmopolita, foram em vão.

A AHRESP compreende que deverá haver exceções, em zonas claramente habitacionais, mas discorda da CML ao aplicar este horário a praticamente toda a cidade.

No momento em que se aproximam as festas populares, pura emanação dos hábitos e da cultura dos alfacinhas e em que chega o verão, é impensável estar a proibir, de forma indiscriminada os direitos ao lazer e ao convívio, fazendo a capital retroceder décadas, para o negrume das ruas desertas e inseguras.

Perante a ilegal rescisão unilateral dos contratos celebrados, e pagos antecipadamente, e perante a ilegalidade destas novas exigências, que contrariam o estabelecido na lei, obrigando os estabelecimentos a novas regras quando ainda não tiveram tempo para amortizar os investimentos que fizeram com grande sacrifício e em época de recessão, o Gabinete Juridico da AHRESP está a analisar os adequados procedimentos legais, por forma a impedir, esta despropositada, inoportuna e ilegal decisão.

 

Destaques Comunicados AHRESP Agenda
Portaria de Extensão – CCT AHRESP | FESAHT – Restauração e Bebidas
Alterações à recolha de lixo (feriado de 1 de novembro)
Alojamento Turístico -agosto.2018-
Turismo de Ar Livre e Campismo -agosto.2018-
ATUALIZAÇÃO DE RENDAS PARA 2019
Estudo inédito reúne dados essenciais para apoiar empresas HORECA
Newsletter AHRESP #56
CCT entre a AHRESP e a FESAHT - alteração salarial e outras
Vencedores ‘7 Maravilhas à Mesa’
15ª Edição dos Portugal Travel Awards
AHRESP APRESENTA PROPOSTAS PARA ORÇAMENTO DO ESTADO 2019
AHRESP SAÚDA REALIZAÇÃO DA WEB SUMMIT EM LISBOA POR MAIS 10 ANOS
Alterações legislativas do AL podem ter impactos muito negativos e injustificados
AHRESP apresenta nova fase do programa Seleção Gastronomia e Vinhos Açores
DIA MUNDIAL DO AMBIENTE
AHRESP lança segunda fase do Taste Portugal
AHRESP lança campanha de sensibilização para redução de plásticos
Restauração e Alojamento criaram mais de 21 mil novos postos de trabalho
NOVOS ÓRGÃOS SOCIAIS DA AHRESP TOMARAM POSSE
AHRESP NA VICE PRESIDÊNCIA DA FEDERAÇÃO EUROPEIA ORGANIZAÇÕES CAMPISMO E CARAVANISMO
> 35º Festival Nacional Gastronomia | 22/10 a 01/11 | Santarem
> 10.º Festival do Marisco de Ribamar | 23 outubro a 1 novembro | Ribamar
> New Food Bizz | 29 outubro | Santarém
> 10º Aniversário da ASAE | 3 novembro | Porto
> IV Convenção HOTELSHOP/SOCIALSHOP | 04 novembro | Lisboa
> TTR– Feira de Turismo da Roménia | 13 a 16 novembro | Bucareste
> Semináruo 40 Anos ANCIPA | 17 de novembro | Lisboa
> XXVI FEHISPOR, FEIRA HISPANO PORTUGUESA | 19 a 22 novembro | Badajoz
> Alimentaria&Horexpo Lisboa e Portugal AGRO | 21 a 24 novembro | Lisboa
APAVT convida a debater "Turismo: partilhar o futuro"