Turismo Decisivo Crescimento do PIB, do Emprego e das Exportações

Os dados mais recentes divulgados pelo INE e Banco de Portugal confirmam o crescimento económico do nosso país e a importância do setor do Turismo

O PIB no 1º trimestre de 2017 registou um crescimento homólogo de 2,8%, o mais elevado dos últimos 2 anos, e que reflete a aceleração mais acentuada das Exportações face às Importações de Bens e Serviços, onde o setor do Turismo é decisivo, pois só no acumulado de janeiro e fevereiro de 2017, o saldo da balança turística registou um crescimento homólogo de 16,3%.

Recorde-se que, no ano de 2016, e conforme divulgado no boletim económico de maio de 2017 do Banco de Portugal, as receitas turísticas contribuíram com 6,9% do PIB, continuando a tendência de subida que se tem verificado nos últimos anos. «Estes resultados no turismo contribuíram de forma decisiva para dinamizar o desempenho da economia do setor dos serviços, para o crescimento do emprego por conta de outrem e para a aceleração registada nas exportações», afirma Mário Pereira Gonçalves, presidente da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP).

Para comprovar a relevância do Turismo no emprego nacional, os dados do INE sobre o emprego na Restauração e Alojamento no 1º trimestre 2017, registaram um total de 294.100 postos de trabalho, que representam um crescimento de quase 40.000 novos postos de trabalho (+39.700, sendo +30.500 na Restauração e +9.200 no Alojamento), a subida mais elevada desde 2011.

O crescimento homólogo de +39.700 postos de trabalho no setor da Restauração e da Hotelaria, no 1º trimestre de 2017, representou 27,4% do total do emprego criado a nível nacional.

O emprego criado no setor é cada vez mais qualificado: no 1º trimestre de 2017 registou-se um aumento de 35,2% dos trabalhadores com ensino superior a trabalhar no Canal HORECA. Só na Restauração, o aumento foi de 44,7%, e com remunerações acima das médias nacionais (Fonte INE).

Por sua vez, todos os trabalhadores do setor da Restauração e Bebidas e da Hotelaria que tenham o seu vencimento base referente à Remuneração Mínima Mensal Garantida (RMMG), para além dos 557€, recebem mais 121€ de alimentação, perfazendo um salário base mínimo, obrigatório, de 678,00€, 21,7% superior ao RMMG nacional.

Paralelamente, no quadro da Contratação Coletiva em vigor, existe um conjunto de remunerações complementares obrigatórias (o trabalho em dias de feriado, o trabalho noturno, o trabalho suplementar e o trabalho em dias de descanso, bem, como o prémio de línguas), que, cumulativamente, podem representar um acréscimo de remuneração na ordem dos 343,08€.

Ou seja, a Remuneração Mensal dos trabalhadores com salário mínimo do setor HORECA pode ascender aos 1.021,08€, ou seja, mais 83,3% do que os restantes setores de atividade, o que desmente frontalmente a ideia de que o Turismo é um setor de emprego menos qualificado e de salários mais baixos.

 

Destaques Comunicados AHRESP Agenda
Fixação da época balnear
Vai nascer uma marca que une os restaurantes portugueses do mundo - Veja mais em: https://www.dinhei
Noite de Lisboa: Bares e moradores começam a fazer as pazes. O problema é a rua
AHRESP preocupada com "inconstância legislativa" no setor do alojamento local
Lista dos vencedores dos Premios AHRESP 2017
A Comissão Europeia elaborou um guia prático para a Saúde e Segurança no Trabalho
FESHAT - Pré-aviso de greve para 03 06 2017
Restauração e confederação do turismo contra a taxa turística
Vê Portugal”, a 4.ª edição do principal fórum nacional de Turismo Interno
Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa "mata saudades" gastronómicas no aeroporto de Lisboa
AHRESP e CTP promovem workshops em todo o país para empresários do turismo
AHRESP retira 3,4 milhões de euros de custos às empresas do Canal HORECA
Turismo Decisivo Crescimento do PIB, do Emprego e das Exportações
AHRESP saúda aprovação da lei sobre a clarificação do Imposto do Selo
Publicação da Lei sobre a clarificação do Imposto do Selo em fase final
AHRESP Será recebida hoje na AR para debater alterações ao Código do Imposto de Selo
AHRESP com maior presença de sempre na BTL
Alojamento Local: maioria dos imóveis estava desocupada antes de ser convertida
INE divulga dados do emprego do 4º trimestre e Ano 2016
AHRESP exige que o Imposto do Selo seja suportado pelas instituições financeiras
> 35º Festival Nacional Gastronomia | 22/10 a 01/11 | Santarem
> 10.º Festival do Marisco de Ribamar | 23 outubro a 1 novembro | Ribamar
> New Food Bizz | 29 outubro | Santarém
> 10º Aniversário da ASAE | 3 novembro | Porto
> IV Convenção HOTELSHOP/SOCIALSHOP | 04 novembro | Lisboa
> TTR– Feira de Turismo da Roménia | 13 a 16 novembro | Bucareste
> Semináruo 40 Anos ANCIPA | 17 de novembro | Lisboa
> XXVI FEHISPOR, FEIRA HISPANO PORTUGUESA | 19 a 22 novembro | Badajoz
> Alimentaria&Horexpo Lisboa e Portugal AGRO | 21 a 24 novembro | Lisboa
APAVT convida a debater "Turismo: partilhar o futuro"