AHRESP contra a taxa turística em Fátima, solícita suspensão e apela ao diálogo

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) solicita à Câmara Municipal de Ourém a suspensão do processo de intenção de criar uma taxa turística em Fátima, apelando ao diálogo entre os vários intervenientes.

“Não existiu qualquer informação ou diálogo, formal ou informal, com a AHRESP sobre esta matéria e temos conhecimento que também não existiu qualquer informação ou diálogo, formal ou informal, com o Turismo do Centro, nem com a instituição, nem com o seu Presidente, que foi nesta matéria também apanhado de surpresa”, esclarece Mário Pereira Gonçalves, Presidente da AHRESP.

“Somos contra a criação de uma taxa Turística, em razão dos dados do INE, que confirmam a diminuição de Turistas no Concelho de Ourem, no seguimento da queda da procura a que se assiste atualmente e tendo em conta as especificidades dos negócios familiares, muito sazonais, e com os contratos comerciais para 2019, e mesmo para 2020, já fechados, estes custos não previstos, serão exclusivamente suportados pelas nossas empresas, pondo em risco a sua sustentabilidade, bem como dos seus postos de trabalho”, adianta.

“Devemos relembrar que, numa altura em que o mercado está retraído, e atendendo que o turismo de Fátima, é na sua maioria, sustentado na receção de grupos, não podemos renegociar com os operadores, no curto prazo, novas condições”.

“A AHRESP sempre se mostrou disponível para dialogar com as autarquias e está uma vez mais recetiva a dialogar com o município de Ourém. Recordamos o sucesso das negociações que em estreito trabalho com a Câmara Municipal de Aveiro, levaram à respetiva abolição de uma taxa turística, bem como à reformulação do modelo em Lisboa. Foram casos em que existiu diálogo e através do qual se chegou a consensos. A AHRESP apela, assim, para que a Câmara Municipal de Ourém suspenda o processo em curso a fim de se poder refletir de forma mais ponderada a oportunidade, os riscos e as e implicações desta decisão”, conclui o responsável.

A AHRESP solicita um período de debate com todos os agentes envolvidos antes de uma tomada de posição por parte da Assembleia Municipal de Ourém.

 

Destaques Comunicados AHRESP Agenda
Newsletter AHRESP #58
Alojamento Turístico -setembro.2018-
Turismo de Ar Livre e Campismo -setembro.2018-
Newsletter AHRESP #57
Portaria de Extensão – CCT AHRESP | FESAHT – Restauração e Bebidas
Alterações à recolha de lixo (feriado de 1 de novembro)
Alojamento Turístico -agosto.2018-
Turismo de Ar Livre e Campismo -agosto.2018-
ATUALIZAÇÃO DE RENDAS PARA 2019
Estudo inédito reúne dados essenciais para apoiar empresas HORECA
AHRESP promove curso de Gestão de Alojamento Local
CHECKUP HOTEL
AHRESP contra a taxa turística em Fátima, solícita suspensão e apela ao diálogo
AHRESP APRESENTA PROPOSTAS PARA ORÇAMENTO DO ESTADO 2019
AHRESP SAÚDA REALIZAÇÃO DA WEB SUMMIT EM LISBOA POR MAIS 10 ANOS
Alterações legislativas do AL podem ter impactos muito negativos e injustificados
AHRESP apresenta nova fase do programa Seleção Gastronomia e Vinhos Açores
DIA MUNDIAL DO AMBIENTE
AHRESP lança segunda fase do Taste Portugal
AHRESP lança campanha de sensibilização para redução de plásticos
> 35º Festival Nacional Gastronomia | 22/10 a 01/11 | Santarem
> 10.º Festival do Marisco de Ribamar | 23 outubro a 1 novembro | Ribamar
> New Food Bizz | 29 outubro | Santarém
> 10º Aniversário da ASAE | 3 novembro | Porto
> IV Convenção HOTELSHOP/SOCIALSHOP | 04 novembro | Lisboa
> TTR– Feira de Turismo da Roménia | 13 a 16 novembro | Bucareste
> Semináruo 40 Anos ANCIPA | 17 de novembro | Lisboa
> XXVI FEHISPOR, FEIRA HISPANO PORTUGUESA | 19 a 22 novembro | Badajoz
> Alimentaria&Horexpo Lisboa e Portugal AGRO | 21 a 24 novembro | Lisboa
APAVT convida a debater "Turismo: partilhar o futuro"