História

Como surgiu a AHRESP  


A actividade exercida pelos estabelecimentos que serviam ao público comidas e bebidas, deu motivo, no ano de 1896, à criação duma Associação na cidade de Lisboa. Tratou-se, efectivamente, da fundação da Associação de Classe dos Proprietários de Estabelecimentos, denominados Casas de Pasto e de Vinhos de Lisboa, no âmbito do respectivo concelho. Tal Associação serviu de incentivo à constituição, em 1911, da Associação de Classe dos Proprietários de Hotéis e de Restaurantes, passando a reger-se pelos respectivos estatutos, que viriam a ser alterados, em 1915, e adoptada a nova denominação de Associação de Classe dos Proprietários de Hotéis, Restaurantes, Cafés e Estabelecimentos Congéneres, cuja actividade foi exercida até 1932.

Precisamente, nesse ano, devido à instauração do Regime Corporativo em Portugal, as actividades dos diversos estabelecimentos do sector foram ordenadas, sendo então criados os correspondentes Grémios por actividade. Por esse facto, o país foi corporativamente dividido em duas regiões, a do Norte e a do Sul, dando motivo à constituição de duas Uniões desses Grémios, como segue: Grémios dos Hotéis; Grémios das Pensões; Grémios dos Restaurantes e Cafés; Grémios das Confeitarias e Pastelarias; Grémios das Leitarias; Grémios das Casas de Pasto e de Vinhos. Todos eles, geograficamente identificados e integrados em cada uma dessas Uniões de Grémios, passando a reger-se pelos correspondentes estatutos.

A União de Grémios do Norte abrangia os distritos de Aveiro, Braga, Bragança, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu. E à União de Grémios do Sul corresponderam os restantes distritos do país: Beja, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal.

Nessa conformidade e com a actividade por cada Grémio exercida, decorreram quatro décadas até ao ano de 1974, quando, devido à Revolução do 25 de Abril, foi posto termo ao referido Regime Corporativo com a extinção dos Grémios e a sua transformação nas respectivas Associações de Classe.

Assim, no que respeita à União do Sul, três dos Grémios agruparam-se numa única Associação, denominada Associação dos Restaurantes e Similares do Centro/ Sul. Foram eles, o Grémio dos Restaurantes e Cafés do Sul, o Grémio das Confeitarias e Pastelarias do Sul e o Grémio das Leitarias do Sul, sendo transferidos para aquela Associação todos os bens, direitos e obrigações de cada um dos extintos Grémios. A cada um dos outros Grémios correspondeu a respectiva Associação, ficando todas elas integradas na União da Indústria Hoteleira e Similares do Centro/ Sul de Portugal, que posteriormente seria transformada em Federação da Indústria Hoteleira e Similares de Portugal.

Quanto ao Grémio das Casas de Pasto e de Vinhos de Lisboa, que fora transformado em Associação das Casas de Pasto e de Vinhos de Portugal, de âmbito nacional, foram igualmente transferidos todos os bens, direitos e obrigações do extinto Grémio.

Paralelamente, a Associação dos Restaurantes e Similares do Centro/ Sul de Portugal alargou o seu âmbito a todo o território nacional, passando a denominar-se Associação dos Restaurantes e Similares de Portugal. Verificava-se, desse modo, uma situação de actividade paralela, entre as duas Associações das Casas de Pasto e de Vinhos de Portugal e dos Restaurantes e Similares de Portugal. Daí a decisão tomada por ambas as Associações, da sua fusão numa só Associação, o que se verificou, dando lugar à ARESP - Associação da Restauração e Similares de Portugal.

A 29 de Dezembro de 2008, com a integração da AIHP - Associação dos Industriais de Hospedagem de Portugal, e da ARESTA - Associação de Restaurantes do Algarve, a ARESP passa a designar-se AHRESP - Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, passando a representar, para além do sector da Restauração e Bebidas, o sector do Alojamento, nomeadamente, ao nível da Hotelaria, do Turismo em Espaço Rural, dos Empreendimentos do Turismo de Habitação e do Alojamento Local.
Destaques Comunicados AHRESP Agenda
Costa debate Portugal 2030 com empresários no dia 27
Portugal pode atrair turistas que gastam mais 30%
CENTRO RECOLHE 71 TONELADAS DE BENS
Apoios Programa de Generalização das Refeições Escolares - ano letivo de 17/18
CONVITE - ‘Qual o impacto do Alojamento Local na Região de Lisboa?’
Caderno de Economia e Negócios AHRESP Nº02
Há turistas a mais em Lisboa? Não, talvez, depende...
Alteração Salarial e outras ao Contrato Coletivo de Trabalho entre a AHRESP e a FESAHT
Autocarros de Turismo de Lisboa
Produtividade dos ministros não se mede pelo número de leis assinadas
Alimentação dos portugueses em debate na 1ª Convenção de Alimentação Coletiva
AHRESP lança ‘Rede de Restaurantes Portugueses no Mundo’ para enaltecer a gastronomia nacional
Linha de apoio a empresas turísticas afetadas pelos incêndios
AHRESP reforça apelo a solidariedade a Pedrógão Grande
Confirmando a expetativa da AHRESP
CAMPANHA de SOLIDARIEDADE com a REGIÃO CENTRO
AHRESP e CTP promovem workshops em todo o país para empresários do turismo
AHRESP retira 3,4 milhões de euros de custos às empresas do Canal HORECA
Turismo Decisivo Crescimento do PIB, do Emprego e das Exportações
AHRESP saúda aprovação da lei sobre a clarificação do Imposto do Selo
> 35º Festival Nacional Gastronomia | 22/10 a 01/11 | Santarem
> 10.º Festival do Marisco de Ribamar | 23 outubro a 1 novembro | Ribamar
> New Food Bizz | 29 outubro | Santarém
> 10º Aniversário da ASAE | 3 novembro | Porto
> IV Convenção HOTELSHOP/SOCIALSHOP | 04 novembro | Lisboa
> TTR– Feira de Turismo da Roménia | 13 a 16 novembro | Bucareste
> Semináruo 40 Anos ANCIPA | 17 de novembro | Lisboa
> XXVI FEHISPOR, FEIRA HISPANO PORTUGUESA | 19 a 22 novembro | Badajoz
> Alimentaria&Horexpo Lisboa e Portugal AGRO | 21 a 24 novembro | Lisboa
APAVT convida a debater "Turismo: partilhar o futuro"